Infraestrutura

3 cases que mostram o quanto a inovação pode fazer diferença na infraestrutura
17 de setembro de 2021 | Por Barufi Consultoria

Quando o assunto é infraestrutura, a inovação é mais do que um atalho para melhoria de processos e serviços. Tanto para os usuários, que buscam agilidade e qualidade, quanto para os investidores, que buscam maior retorno ao seu investimento, a aposta em soluções inovadoras e modernas é uma necessidade.

O sucesso de uma estratégia de inovação pode vir tanto por meio do desenvolvimento de uma tecnologia absolutamente nova quanto pela aplicação de uma maneira nova e nem tão revolucionária de executar tarefas e rotinas.

Reunimos alguns exemplos de projetos que buscam aprimorar processos e serviços  em  infraestrutura no Brasil a partir da tecnologia e da inovação. Alguns estão prontos para ganhar o mercado. Outros, ainda dependem de mais pesquisa e de um olhar visionário por parte de investidores. Todos, porém, são essenciais para o desenvolvimento do país. Confira!

 

Trem ultraveloz

O Rio Grande do Sul pode abrigar a primeira linha de um novo modal de transporte de cargas e passageiros que promete viagens ultra rápidas, com um sistema inédito de propulsão, alimentado por energia limpa.

Pesquisa que conta com o apoio do governo gaúcho e da Universidade Federal do Rio Grande do Sul estuda a viabilidade de HyperloopTT, um sistema de cápsulas pressurizadas que se deslocam flutuando no interior de tubos, capazes de atingir velocidades superiores a 800 km/h.

O estudo avalia a possibilidade de instalação de uma linha entre Porto Alegre e Caxias do Sul, na Serra Gaúcha. O novo modal reduziria o tempo do percurso de 2 horas para 19 minutos. O custo do projeto ultrapassa os US$ 7,7 bilhões, mas os pesquisadores afirmam ser possível recuperar o investimento em 5 anos.

 

Reciclagem de asfalto

A tecnologia também é indispensável para se avançar em outro aspecto essencial em qualquer  infraestrutura atualmente: a sustentabilidade. A reciclagem do pavimento asfáltico é uma forma moderno de o sistema rodoviário adequar-se a esta realidade.

É o que está acontecendo na BR-381, entre Guarulhos (SP) e Contagem (MG). A concessionária Arteris Fernão Dias está utilizando uma usina móvel de reciclagem do asfalto deteriorado da própria rodovia para a recuperação dos trechos danificados.

O sistema chamado RAP (Reclaimed Asphalt Pavement) retira uma camada do asfalto, chamada fresa, e a processa com cimento, água e uma emulsão para formar o novo asfalto. A usina tem capacidade de processamento de 60 toneladas por hora do material.

Além de ecologicamente sustentável, o método também garante mais agilidade aos reparos. Segundo a concessionária, o sistema permite recuperar trechos de até 50 metros de rodovias em um dia. Pelo método tradicional, o conserto levaria sete dias, devido ao processo de cura do pavimento.

 

 

Aeromóvel em Guarulhos

Em breve, funcionários e passageiros do aeroporto de Guarulhos terão mais comodidade e agilidade nos deslocamentos nos cerca de 2,5 km que separam os terminais de embarque da estação da linha 13 Jade da CPTM.

O People Mover Aeromovel deverá substituir os ônibus que  realizam o trajeto atualmente. Similar ao que opera no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, o veículo tem capacidade para transportar 2 mil passageiros/hora em cada sentido.

O aeromóvel utiliza um sistema diferenciado de propulsão pneumática. As composições dispensam motores a bordo, o que reduz consideravelmente seu peso e, consequentemente, a energia necessária para o seu deslocamento. O modal tem baixíssimo impacto ambiental e menor interferência no meio urbano.

Receba as principais notícias sobre infraestrutura direto no seu e-mail.
Assine nossa newsletter!

Newslatter enviado com sucesso!
Verifique seu email.